Hiper Hidratação Durante Provas Longas, um perigo?

Perigos da hiper hidratação durante provas e treinos. Pouca gente sabe, mas a hiper hidratação é tão ou mais perigosa que a desidratação. Inúmeros fatores de saúde podem fazer com que uma pessoa fique mais ou menos propensa/sensível à desenvolver esta condição durante treinos e provas (por esta razão sempre se faz necessário o acompanhamento com um médico). Até um passado recente, muitos praticantes de atividade física tinham a idéia/recomendação de que beber o máximo possível (mesmo sem sentir sede) durante provas e treinos longos seria a melhor estratégia para não correr o risco de desidratar. Até então a orientação era de evitar a sede chegar. Quando nos submetemos a provas de longa distancia e/ou treinos extenuantes o corpo passa por algumas adaptações. Secreta diferentes hormônios no intuito de manter estáveis os níveis de sódio, por exemplo. O corpo tem o poder ajustar através da produção de hormônios a quantidade de sódio que é excretado na urina e através do suor (embora a adaptação com relação ao suor ocorra de forma mais lenta) e pode tentar mobilizar sódio dos ossos, dentre outras reações, caso seja necessário. Algumas vezes o corpo pode, devido a varias condições de saúde, não conseguir fazer este controle de forma tão eficaz especificamente durante esforços mais longos, de modo que a pessoa esteja propensa a reter mais liquido (mesmo sendo relativamente comum um certo grau de desidratação durante provas e treinos longos). Ao reter liquido e se submeter a hiper hidratação, a concentração de sódio no sangue pode vir a diminuir para níveis perigosos, causando, assim, uma condição chamada de hiponatremia. O Sodio normalmente se concentra majoritariamente fora da célula, enquanto que o potássio em seu interior. Um desequilíbrio neste sentido (baixa concentração de sódio e maior quantidade de liquido fora das células) pode fazer com que parte deste liquido em excesso fora passe para o interior das células (com maior gravidade nas células cerebrais) podendo esta ser uma condição de saúde perigosa. Alguns sintomas/sinais de alerta incluem: Ganho de peso inexplicável durante os treinos (normalmente mais que 1%, já que seria de se esperar que durante treinos longos e/ou provas longas um certo grau inócuo de desidratação aconteça), náusea e vômitos (muitas vezes decorrente do acumulo de liquido no estomago/intestino), dores de cabeça, baixo nível de consciência, individuo fica pouco alerta/confuso, fotofobia (sensibilidade à luz), inchaço nas mãos/pés normalmente notado quando a pulseira de identificação do evento e/ou relógio que marca o pace/volume de treino começa a apertar mais, urina concentrada (pois o volume de liquido fora das células é menor). Alguns fatos rápidos; Normalmente a média de perda de peso durante, uma maratona ,por exemplo, é de 2-3Kg, a média de absorção de liquido, no intestino, é de cerca de 600ml/hr.

Em função da enorme variabilidade em relação a sudorese de individuo para individuo é praticamente impossível ter uma recomendação de hidratação que sirva para todos. Exemplo; atletas podem ter sudorese de cerca de 100ml/hora em ultramaratonas em que o clima é extremamente frio (Stuemple, Lehman, et al., 2003) de modo que este ajuste seja bem proveitoso já que ao se manter seco menor suor entrara em contato com o clima frio e, eventualmente (em condições extremas, congelará aumentando assim a probabilidade de hipotermia). Já em um outro extremo, um jogador de futebol americano de cerca de 150Kg poderá chegar a ter uma sudorese de cerca de 3000ml/hr em climas extremamente quentes (Towkes, Godek, et al., 2004).

Alguns fatores de risco para desenvolver hiponatremia, ou seja, baixa concentração de sódio no sangue (Mayers and Noakes, 2000; Speedy, Noakes, et al., 2003); Provas longas e pace mais lento (associação entre metabolismo mais baixo, menor geração de calor e hiper hidratação), uso de certas medicações como, por exemplo NSAIDS (uma classe de anti-inflamatórios chamados não esteróides que podem deixar a pessoa mais sensível ao hormônio anti diuretico), provas com maior duração que 4 horas.

Além de ser necessário o suporte médico para descobrir e tratar qualquer problema de saúde antes do inicio e durante qualquer preparação para evento, o ideal é também ter o auxilio de um profissional de nutrição para que, ao ajustar sua hidratação à demanda de seus treinos/provas você possa tirar o máximo de beneficio de todo seu esforço e, principalmente fazer tudo de forma saudável.

3 visualizações